Jornal Zero Hora – 14/12/2010

Reportagem Jornal O Estado RJ – 24/11/2010
17 de agosto de 2015
Correio do Estado – 26/12/2010
17 de agosto de 2015

Evite espremer cravos e espinhas elas podem deixar manchas na sua pele.

Diante do espelho, você nota um ponto avermelhado. É uma espinha e seu primeiro impulso é espremê-la. Cuidado, sua pele precisa ser bem tratada, caso contrário ela pode ficar com lesões e manchas bem piores do que uma simples espinha. Segundo a dermatologista Luciana Godoi, muitas pessoas não sabem como agir diante do incômodo problema. Por isso, manter a calma e contar com a ajuda de um especialista é fundamental.

Luciana revela que a acne, comumente tratada como um quadro normal, principalmente durante a adolescência, é uma doença crônica de grande prevalência em todo o mundo e afeta cerca de 85% dos adolescentes.

Com grande impacto na qualidade de vida das pessoas, ela persiste na vida adulta em 10% dos casos e pode atingir diferentes níveis de acometimento, causando desconforto e prejudicando o convívio social. Não há solução definitiva para o problema, mas é possível controlá-lo com tratamento adequado, minimizando seus efeitos negativos.

A especialista explica que muitos produtos têm sido desenvolvidos para acabar com esse que é um pesadelo para a autoestima de muitos adolescentes. Segundo ela, os resultados de um estudo realizado pela Galderma com 3.856 pacientes mostraram maior eficácia do uso de um produto à base de adapaleno 0,1% e peróxido de benzoíla 2,5% no tratamento da acne, quando comparado à aplicação isolada das duas substâncias que o compõem.

A avaliação dos cerca de quatro mil pacientes mostrou uma redução de 65,4% no número de lesões, após 12 semanas de uso. Um estudo realizado nos Estados Unidos demonstrou que mesmo após um ano de uso a eficácia foi mantida, com a redução de até 71% do número de lesões totais de acne.

O que não fazer:
:: nada de espremer cravos e espinhas. Respire fundo e saia da frente do espelho. Você pode acabar com cicatrizes e manchas;
:: não lave o rosto excessivamente, o ideal é fazer isso duas ou três vezes por dia. Lavar o rosto demais faz com que ela produza mais oleosidade para se defender;
:: na hora de se maquiar, use produtos livres de óleo na fórmula, os chamados oil free e “não comedogênicos”, que não entopem os poros;
:: não copie o tratamento do seu amigo ou amiga. Você pode acabar prejudicando a sua pele ou até agravando o problema;
:: não exagere no sol, ele faz com que sua pele produza mais oleosidade quando exposta por muito tempo aos raios solares.

O que fazer:
:: tenha uma alimentação saudável e balanceada;
:: mantenha os cabelos afastados do rosto. A oleosidade do couro cabeludo se transfere para a pele. Se a espinha surgir quando você tem um compromisso especial, faça uma compressa envolvendo gelo num pano limpo. Isso irá disfarçá-la;
:: se o disfarce não for suficiente, escolha uma base líquida e um corretivo em tom amarelo para cobrir espinhas avermelhadas. Em seguida, finalize apenas com um pó bem fino sem exagerar na dose. Mas lembre-se: este é apenas um disfarce. É preciso tratar o problema;
:: não tente dispensar o dermatologista copiando os tratamentos que vê por aí. Visite o consultório e você verá que o médico é um grande aliado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *